7/24/2012

Lideres culpam gays e igrejas liberais pelo massacre no Colorado


O massacre ocorrido em um cinema Aurora, durante uma pré estreia do filme “Batman, o Cavaleiro das Trevas Ressurge”, no qual 12 pessoas foram mortas e 58 feridas, tem causado uma série de discussões, inclusive no âmbito religioso, sobre a responsabilidade social pelo atentado.
Uma das discussões sobre o massacre foi levantada por Fred Jackson, diretor de imprensa da American Family Association (AFA), que afirma que a culpa pelo tiroteio é de igrejas liberais e meios de comunicação que não mais enfatizam o temor de Deus e da Bíblia.
- O tiroteio é resultado da existência de igrejas liberais e de uma imprensa liberal que ajudam a tirar a ênfase no medo de Deus e da Bíblia – afirma Jackson, que também culpou os liberais em geral, assim como a internet e os filmes, segundo o site LGBT “Nossos Tons”.
Reforçando as afirmações de Jackson, membros da “Westboro Baptist Church” afirmam que a tragédia é resultado direto da parada gay do Colorado, que aconteceu no mês passado.
Em opinião oposta à de Jackson está o autor cristão David Jesse, que afirma que a igreja é a culpada pelo massacre, assim como pelos os tiroteios em Columbine, que aconteceram uma década atrás.
Segundo Jesse, o tiroteio terrível em Aurora não é culpa de cineastas de Hollywood ou da sociedade ou de “um mundo caminhando cada vez mais longe da Verdade”, mas da Igreja.
- É nossa responsabilidade se levantar e fazer deste mundo um lugar melhor e não se sentar ao redor e condenar os outros quando eles agem do jeito que eles vão agir. O mundo é um lugar escuro – disse o cristão, em entrevista ao The Christian Post.
Jesse explica sua opinião sobre o assunto afirmando que a Igreja não tem cumprido seu papel, imposto por Deus, de fazer uma real diferença e influenciar positivamente a sociedade na qual está inserida.
- Não podemos olhar para o mundo do jeito que está e achar que a Igreja está sendo o sal e a luz que Cristo nos chamou para ser nele – ressalta Jesse, que completa dizendo que a Igreja não está funcionando de acordo com a Palavra de Deus, se deixando ser influenciada.
- Nós nos permitimos ser corrompidos pelo mundo. Nós permitimos que o mundo nos influencie em vez do que somos chamados a fazer, que é o de influenciar o mundo.
Ele comparou a postura da igreja atual com o “ciclo” vivenciado por Israel no Antigo Testamento.
- Eles [Israelitas] eram chamados a ser como a luz para a nação. Eles foram colocados na posição na encruzilhada do mundo lá em Israel para influenciar as nações enquanto eles viajavam. Eles por um curto período de tempo, mas depois em vez de serem a luz das nações, eles permitiram que os deuses desses mundos e as culturas desses outros países os influenciassem até onde eles começariam a se comprometer – ressaltando que, assim como Israel, a igreja atual não está sendo a luz que deveria ser na sociedade.
Jesse apontou que as únicas pessoas condenadas Jesus durante seu ministério na terra eram as pessoas religiosas que viveram uma vida hipócrita.
- Nós [cristãos] estamos vivendo uma vida hipócrita. Ele está olhando para nós agora e nos condenando eu acredito porque não temos sido o que ele nos chamou para ser – destacou.

No comments: